sexta-feira, 22 de abril de 2011

Para Ler: O Garoto da Casa ao Lado - Meg Cabot


Melissa Fuller é uma garota do interior que escreve para a coluna de fofocas do New York Journal, uma publicação de segunda categoria. Um dia, ela socorre Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos que entra em coma após levar um golpe na cabeça. Além de tomar conta dos dois gatos e do cão dinamarquês da Sra. Friedlander, Mel fica de olho no misterioso sobrinho dela, que se mudou para a casa da tia para também cuidar dos bichinhos. Da autora da série Diário da Princesa, um fenômeno mundial da literatura juvenil, O garoto da casa ao lado é um romance que mistura amor, comédia e suspense aliados ao estilo de vida nova-iorquino.


Minha Crítica: Não tenho muita moral ou habilidade para criticar positivamente ou não um livro, mesmo sendo este de autoria da minha escritora favorita. É claro que obras de Meg Cabot na minha opinião, são livros onde adolescentes como eu sempre se encantam ao ler. Além de tudo o que sempre me atrai nas obras da autora, são seus toques de humor e mistério na escrita, o que sempre torna um romance mais intrigante independente do público ao qual é direcionado.
Sobre O Garoto da Casa do Lado, posso dizer que no começo a leitura foi um pouco difícil. Vocês podem achar estranho mas, o livro inteiro é contado através de e-mails, dá pra acreditar? Além de escrever um romance super bem-humorado, Meg Cabot ainda consegue escrever todo o desenrolar de uma história, através de mensagens de e-mail. Parece engraçado mas no começo, essa foi a minha dificuldade! Ler os nomes dos de Remetentes e Destinatários, além dos assuntos de e-mail que além de inusitados são engraçados. Como não conhecia a história foi difícil me lembrar do nome do personagem e a quem se referiam, mas em um dia li o livro inteiro, e posso dizer que como todas as obras de Meg Cabot, este livro também me surpreendeu como já era de se esperar.
Já postei aqui, uma série chamada A Mediadora, também escrita por Meg. Quem perdeu este post, não pode deixar de baixar ou comprar todos os seis livros da série, são sem sombra de dúvida viciantes!

Para vocês darem uma espiadinha no conteúdo do livro, separei as frases que me fizeram gargalhar frente ao computador:

Mel: "Bom, os tiras já foram. Expliquei a eles sobre minha mãe e sua obsessão com o assassino travestido. Eles nem se zangaram."

Janson: "Escuta aqui, seu psicopata perigoso: de onde está vindo toda essa sua hostilidade?"

John: "Acho que minha tia não tem nenhuma blusa com estampado de oncinha da Banana Republic."

John: "Você não está ficando careca antes do tempo por causa da sua herança genética, rapaz."

John: "Ainda tenho uma cabeleira invejável.Você tem muita hostilidade reprimida, que está acabando com esses folículos capilares."

Stacy: "E agora esta tentando me empurrar para fora da cadeira, embora eu esteja com sete meses de gravidez, do filho dele."

Mel: "O Chico Bum come elásticos. O irmão dele, o Chico Bam,também comia. E é por isso que o Chico Bam não está mais entre nós."

Tim: "Um abismo literalmente infernal se abriu bem na frente daquele bastião do mal, tentado sugar o prédio até o capeta."

Tim: "O amigo Tim aperta a mão do Perfeito Espécime de Ser Humano. Nunca mais vai lavar a mão direita."

Tim: "Isso só serve para mostrar que dá pra tirar a moça do Meio-Oeste, mas não dá para tirar o Meio-Oeste da moça."

Tim: "A alma dele teria sido instantaneamente arrancada do corpo enquanto os demônios sugavam sua força vital."

John: "Você até que é bem saidinha para uma dona-de-casa de tempo integral e mãe de duas crianças (e meia)."

John: "Se eu contar ela me odiará, e jamais tornarei a vê-la. Se não contar ela vai acabar descobrindo, me odiará e jamais tornarei a vê-la."

Stacy: "P.S.: Acabaram os Cheerios. Será que dava para comprar uma caixa no caminho de casa esta noite?"

Stacy: "Minhas fritas? Vem congeladas num saquinho! Agora já sabe de tudo. Não conta pro Jason. Vai estragar a magia."

Mel: "Beijo mal pra caramba. Sou baixinha, tenho uma bexiga minúscula, tenho cabelos ruivos e beijo mal."

Mel: "Vamos encarar as fatos: mãe quando eu nasci, o médico mencionou as palavras mutação genética? Ou anomalia biológica?"

Mel: "Robbie saiu legal. Eu acho que ele tem o cromossomo do beijo que eu evidentemente não tenho."

Beverly: "Você só está resfriadinha, filha. Não está morrendo."

Beverly: "E que negócio é esse de um cara não achar que você beija bem? Tenho certeza de que você beija muito bem."

John: "TEM ALGUMA COISA ERRADA COM VOCÊ??? Quero dizer, além do fato de ter se casado com o meu irmão, é claro."

John: "Dá licença, mas será o filho do capeta esse negócio que está na sua barriga ou o meu sobrinho?"

Janson: "E, dessa vez, se a porcaria do gato adoecer, deixa o cretino morrer."

Mel: "E então o John disse as doze palavras mais lindas que eu jamais ouvi: Eu paguei ao porteiro para levar o Paco a rua esta noite."

John: "Mas contemplá-la era amá-la. Amar apenas ela, e para sempre."

Nadine: "Contou à sua mãe? Eu nunca contei nada à minha. Estou escrevendo um diário para ela poder saber de tudo, caso eu morra antes dela."

Nadine: "Ele mentiu pra ela. Como é que ela vai acreditar no que ele disser de agora em diante, se ele nunca lhe disse seu nome verdadeiro?"

John: "O fato de ser rico não equivale a ser feliz."

Deixo para vocês os links para dowload e compra, do livro O Garoto da Casa ao Lado; espero que gostem e se viciem assim como eu! xoxo :*

Download no 4shared - Comprar na Saraiva

4 comentários:

  1. Além de te inspirar a dar com o note na minha cara, né? D: KKK Assim que eu terminar meus livros vou ler esse *O*

    ResponderExcluir
  2. Caraca gostaria muito de ler.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...