terça-feira, 25 de setembro de 2012

Procura-se: Borboletas


Me lembro quando te vi pela primeira vez. Eu sempre te digo que foi quase amor a primeira vista, teria sido se eu não estivesse com uma aliança no dedo. Seus olhos verdes foram meu primeiro objeto de desejo, eu queria tê-los em minha direção. Eu amava te ver, porque meu coração pulava, meu sangue esquentava e corria mais rápido. Eu sentia como se estivesse flutuando porque a adrenalina de querer você e não poder acabava comigo. As vezes me pergunto se não teria sido melhor aguentar por mais tempo, talvez você me amasse para sempre se eu tivesse adiado nosso primeiro beijo.

Uma garota normal talvez queira um príncipe com espada e cavalo branco, mas eu me contento com uma camiseta preta. Antes eu te via e voava. Sentia uma bagunça de virar o estômago. Eram minhas borboletas! Para onde elas foram? Eu quase te implorei pra não deixá-las partir, porque não queria ser mais uma. Na verdade meu maior sonho com relação à você era que ficássemos velhinhos e mesmo assim você não se cansasse de sorrir ao me ver. Mas hoje eu acho que sou só mais alguém que você reconhece no meio da multidão. Alguém que você preferiria não ter encontrado porque odeia bancar o social, então age como se estivesse atrasado pra não prolongar o papo.

Sabe? Antes eu queria carinho. Peço desculpas por não perceber que sua maneira de dizer "Te Amo" era me fazendo sorrir diariamente. Hoje eu não sei mais o que querer com relação à você, porque falta tanto... Talvez mais de mim do que de você. Acho que voltei a pedir desculpas por tudo, mas principalmente por não ter sido capaz de manter o seu amor por mim. Não sei se você entende, mas vive em mim a necessidade de ser importante para alguém, eu sempre procuro alguém para conversar quando choro, mas a verdade é que nunca tem ninguém.

No fundo eu tenho aprendido bastante com a vida. Prefiro ver as coisas pelo lado bom. Talvez eu me sinta sozinha para aprender a depender somente de mim, e quando uma situação realmente importante aparecer serei capaz de segurar o tranco sem o apoio de ninguém além de mim mesma. Sempre acreditei na cumplicidade de duas pessoas e sempre quis fazer parte de um ciclo parecido. Mas nem sempre temos tudo o que queremos e na falta de um parceiro só me resta confiar em mim mesma.

Sabia que para sentir aquela euforia de antigamente eu preciso ouvir músicas velhas e românticas? Não sei como cheguei a esse ponto mas elas me fazem lembrar de como eu ficava ansiosa para te encontrar e até dormia cedo para que o dia acabasse logo. Eu levava seu cheiro pra casa e trocava meu urso favorito para dormir agarrada com sua blusa. Repito: Não sei como cheguei a esse ponto.

Dizem que só pessoas acabadas precisam se grudar em lembranças para acreditar na felicidade. Ando me perguntando se isso se chama amor ou comodidade. Afinal de contas, existe amor que não acaba nunca? Existe algum casal antigo que sente a euforia mesmo depois de anos? Será que alguém pode me dizer se existe amor fora dos filmes de comédia romântica ou é tudo passageiro como as borboletas?

10 comentários:

  1. tudo é como borboletas :)

    adorei o texto.

    Beijos mil
    Aêssa Caroline do:
    simplesevaidosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Texto perfeito!
    É você quem escreve flor?

    Beijos
    @diariodelooks

    ResponderExcluir
  3. eii flor passei aqui no blog e ja to amando bjss vo passa sempre aqui beijinho

    www.brenda-caroline1211.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, visite sempre e comente. Obrigada!

      Excluir
  4. Simplesmente lindo. Não tenho como te responder essas perguntas, mas acho que todo mundo quer um amor pra sempre, mesmo que não tenha. Não conheço muitos casais que chegaram a velhice juntos, mas o que chegaram, chegaram bem felizes. Acho que o segredo é esse, aceitar a outra pessoa, porque quando queremos que elas sejam do jeito que queremos, e isso não é amor, é ilusão.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oii :)
    Adorei o texto, adorei mais ainda porque "acho" eu digo "acho" que entendi, rs
    Não posso responder suas perguntas,ninguem alem de dois seres poderosos "Deus" ou "Tempo" podera te responder;
    Mas tenha certeza que as respostas viram, não deixe de acreditar, em um mundo com tanta gente babaca, vale a pena conhecer alguem que vale a pena e pagar pra ver;


    Bjs
    @Annales2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário, Anna. Acho que também entendi o que você quis dizer!

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...